Deputada no Rio de Janeiro defende direito de não contratar gay

 

Deputada católica Myrian Rios (RJ) discursa contra a PEC 23/2007 (uma espécie de PL 122 do Rio)

Deputada católica Myrian Rios (RJ) discursa contra a PEC 23/2007 (uma espécie de PL 122 do Rio)

A deputada Myrian Rios, do PDT, associa homossexualidade a pedofilia e diz que eles podem tentar “bolinar meu filho”

Um vídeo em que a atriz e deputada estadual Myrian Rios (PDT) defende, em discurso no plenário da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), o direito de não contratar um homossexual, causou polêmica nesta segunda-feira na internet. Na gravação, da última terça-feira, Myrian, que se define como “missionária católica”, pede aos colegas parlamentares que votem contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 23/2007, que inclui a orientação sexual entre as características pelas quais um cidadão não pode ser discriminado, segundo a Constituição do Estado do Rio de Janeiro.

O assunto chegou a ser um dos cinco mais comentados do mundo no microblog Twitter, no começo da noite. Ao começar o discurso, Myrian disse que queria deixar bem claro que não é preconceituosa e não discrimina; que prega o amor e respeito ao próximo e, da mesma forma que faz isso, quer também ser respeitada por suas decisões. “Ora, se somos todos iguais, com os mesmos direitos, também tenho que ter o direito de não querer um funcionário homossexual na minha empresa”, disse.

E continuou: “Digamos que eu tenha duas meninas em casa, seja mãe delas, e contrate uma babá, e ela mostra que sua orientação sexual é ser lésbica. Mas, se a minha orientação for contrária, e quiser demiti-la, não posso. Vou ter de manter a babá na minha casa, cuidando das minhas meninas e sabe Deus se ela não vai cometer pedofilia com elas”.

A deputada citou outro exemplo. “O rapaz escolheu ser homossexual, travesti, aí contrato ele para ser motorista da minha casa e tenho dois meninos. Ele começa, então, a vir trabalhar vestido de mulher. Aí eu, como mãe dos dois, digo: ‘Opa, não é essa a minha orientação sexual aqui em casa. Aqui eu gostaria que meus filhos crescessem pensando em namorar uma menina, para perpetuar a espécie, como está em Gênesis”.

“No momento em que eu descobrir que o motorista é homossexual e poderia estar, de uma maneira ou de outra, tentando bolinar meu filho, não vou poder demiti-lo. A PEC 23 não me permite”, afirmou. “Se essa PEC passa e o rapaz tem uma orientação sexual ‘pedófilo’, e a orientação dele é ter relacionamento sexual com um menino de 3 a 4 anos, não vamos poder fazer nada porque ele estará protegido”, disse.

Biografia

Myrian Pinto Rios, nascida em Belo Horizonte em 10 de novembro de 1958, começou sua carreira de atriz há 35 anos e na década de 90 entrou para o movimento Católico da Renovação Carismática, do qual faz parte até hoje.
Apresentadora do programa Porta a Porta na Canção Nova e madrinha das Obras Sociais da Fundação João Paulo II desde 2004.

Em 2010 foi eleita Deputada Estadual pelo PDT no Estado do Rio de Janeiro, com 22.169 votos.
Atualmente preside a Comissão Permanente de Turismo e é membro titular das Comissões de Cultura, Comissão de Prevenção ao Uso de Drogas e Dependentes Químicos em Geral e Normas Internas.

YouTube responded to TubePress with an HTTP 410 - No longer available

Fonte: iG e Alerj