Pai de santo pega 20 anos de prisão por assassinato em ritual satânico

Pai de santo pega 20 anos de prisão por assassinato em ritual satânico

Pai de santo pega 20 anos de prisão por assassinato em ritual satânico

A população de Caruaru, no agreste pernambucano, ficou chocada em janeiro de 2009 com a crueldade de um crime: o esquartejamento do corpo do descarregador de caminhão Siconed Lima Bezerra, 33. Os pedaços do retalhamento foram encontrados em dois bairros. A cabeça, as mãos, o pênis e parte das nádegas estavam cozidos dentro de dois caldeirões.

Na última quarta-feira (12), o juiz Walmir Ferreira Leite condenou o pai de santo Jandeilson Mendonça de Queiroz (foto), 23, a 20 anos de prisão pelo assassinato.
A polícia pegou Queiroz no mesmo dia do crime e o manteve sob prisão preventiva até o julgamento.
Quando foi preso, o pai de santo confessou o assassinato, segundo informação da polícia na época. Ele teria dito que conhecia Bezerra, que na noite do crime dormiu na casa dele. Queiroz disse à polícia que, a pedido de uma entidade espiritual, de madrugada matou Bezerra durante um ritual satânico.
Posteriormente, o pai de santo negou ter matado Queiroz e que tivesse realizado um ritual de magia negra, mas disse ter esquartejado o corpo para encobrir o assassinato. Falou que estava tomado por uma ‘entidade’.
Na casa de Queiroz, a polícia encontrou um colchão com marcas de sangue e uma faca que teria sido usada para o esquartejamento.
A família de Bezerra (foto) garantiu que ele nunca esteve envolvido com drogas, mas que era mulherengo.

Existe a possibilidade, segunda a família, de Suzana Alves de Lima, companheira do pai de santo, ter sido um dos “casos” do descarregador.
Suzana irá a julgamento no próximo mês sob acusação de envolvimento no crime.
Fonte : Jornal do Commercio | Paulopes WebBlog